Anais 15SF (apresentação oral)

Curso de fisioterapia do UniSALESIANO

PÓS-GRADUAÇÃO

Infecção hospitalar – um estudo realizado com os resultados de um laboratório de análises clínicos – a importância da educação em saúde, prevenção e controle

Graziele Cristina Gelmi Simões

Ani Caroline Romero

Abordando o tema “Infecção hospitalar – um estudo realizado com os resultados de um laboratório de análises clínicas – a importância da educação em saúde, prevenção e controle”, o presente trabalho cinge a Educação e Saúde como constituintes do campo epistêmico de crucial aporte para a sustentabilidade da qualidade de vida humana e social. A situação-problema se instaura no pouco ou nenhum conhecimento por parte de profissionais que atuam na área de saúde, pacientes e pessoas que se encontram em ambientes hospitalares acerca das ações e meios de prevenção, controle e casos de incidências de infecções hospitalares. O objetivo geral deste estudo é discutir reflexões que cingem a relação entre educação e saúde, observando implicações no campo da prevenção e controle de infecção hospitar. A metodologia adotada é a do tipo bibliográfica, com abordagem qualitativa. Como instrumento de recolhimento de dados se utilizou de livros e revistas, artigos científicos; além de documentos impressos e/ou disponibilizados na Internet. Para sustentação epistêmica, alicerçou-se em ideias, dentre outros, dos teóricos: Ceccim (1999); Freire (1996); Gil (2008); Haddad (1990); Koneman (2001); Krzyanowski (2007); Lakatos e Marconi (2003); Libâneo (2007); Menegueti (2015); Morin (2000); Oliveira (2005); Sampieri (2013); Saviani (2005); Trabulsi (1999); Trilla (1994); Volpato (2000); Wenzel (1993); Yin (2001). Após os estudos, concluiu-se que para evitar e prevenir a infecção dos trabalhadores da área de saúde implica em seu treinamento efetivo, utilização dos equipamentos de proteção, cuidados preventivos individuais, seguir as normas e procedimentos vigentes, com a finalidade de estabelecer uma organização para garantir a segurança em todas as áreas do mesmo. E nesse viés, se apresenta o aporte da educação direcionada à área da saúde. Após, recomendou-se, ao profissional da área de saúde, higienizar principalmente das mãos, medida essencial para redução de infecção hospitalar.

Palavras-chave: Educação. Conhecimento. Controle. Prevenção. Saúde.

 

Neurociência e aprendizagem – uma ciência expressiva na construção do professor

Maria Solange Magnani

Ani Caroline Romero

Esta pesquisa cinge o aporte do cérebro nos processos de educação e aprendizagem da pessoa alicerçando na teoria de Ausubel, relevando à aprendizagem significativa nas séries iniciais do ensino fundamental. O objetivo geral desta investigação é o de analisar o papel do cérebro e dos processos psicológicos básicos envolvidos na aprendizagem significativa de discentes das séries iniciais do ensino fundamental. A metodologia utilizada foi de pesquisa bibliográfica e descritiva, com o aprofundamento da situação-problema que se instaura no baixo nível de conhecimento de parte dos professores em relação ao papel do cérebro na aprendizagem, como ainda, que parte do Corpo docente desconsidera as experiências e conhecimentos pré-existentes de discentes dos anos iniciais do ensino fundamental. Para a sustentação científica desta Pesquisa utilizaram-se as ideias de Demo (1996); Freire (2000); Gil (2008); Lakatos e Marconi (2003); Moreira (2001); Morin (2000); Sibilia (2012); dentre outros. Como instrumento de recolhimento de dados utilizou de questionários e análises documentais. Os resultados apontaram para, baseado na teoria de Ausubel, que o cérebro é essencial para o ensino-aprendizagem de discentes das séries iniciais do ensino fundamental, desde que esses tenham mais estímulos e práticas em pensar, organizar e desenvolver o raciocínio, essencial para à aquisição de aprendizagens significativas. Após a investigação, concluiu-se que a capacidade de aprendizagem de uma pessoa depende dos estímulos e vivências que a permitem formar novos engramas, o que levou a recomendar a docentes e especialistas em Educação a relevar mais as experiências e conhecimentos pré-existentes de discentes, especialmente de crianças que se encontram nos anos iniciais do Ensino Fundamental.

Palavras-chave: Aprendizagem, Cérebro, Educação, Motivação, Neurociência.

 

Estimulação Elétrica Neuromuscular na Polineuropatia do Paciente Crítico em Cuidados Paliativos – Relato de Caso

Vinícius Henrique Ferreira Monteiro

Amanda do Amaral Pacheco

Ana Luiza Vacari

Natalia Ancioto da Costa

Ana Maria de Azevedo Vidal

 

Cuidados Paliativos consiste em um conjunto de medidas destinadas a promover qualidade de vida proporcionando todo tipo de terapia para alívio de sintomas. Para tanto é necessária uma equipe multidisciplinar em que o fisioterapeuta é parte integrante tratando distúrbios ventilatórios e osteoneuromusculares, como é o caso da Polineuropatia do Paciente Crítico (PPC). Essa síndrome consiste na hipóxia do nervo que leva ao comprometimento da condução elétrica e força muscular. Este estudo consiste em um relato de caso de uma paciente com Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) exacerbada, diagnosticada com PPC no 32° dia de internação. Na avaliação constatou-se grau de força muscular 0 nos membros segundo a escala Medical Research Council (MRC). O tratamento foi realizado associando o Protocolo Cinesioterápico de Laufer (PCL) à Estimulação Elétrica Neuromuscular (EENM) nos pontos motores de quadríceps e bíceps braquial. Após 10 sessões constatou-se melhora da força muscular de quadríceps (grau 2), realizando-se cinesioterapia ativa-assistida em membros inferiores, e visualização da contração muscular do bíceps braquial (grau 1), porém sem produção de movimento. Apesar dos resultados positivos, o tratamento foi interrompido, pois a paciente foi a óbito após 3 dias da última sessão por progressão da doença de base. A relevância do presente estudo se dá na obtenção de resultados significativos em um número pequeno de sessões, visto que a média de sessões de EENM trazida pela literatura é de 5 semanas. Outro ponto é q

Palavras-chave polineuropatia, eletroestimulação, cuidados paliativos, fisioterapia

Endereço de e-mail         henriquev_09_@hotmail.com

Classificação      Pós-graduação

Instituição          Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto – FAMERP

 

 

Desfechos clínicos de pacientes extubados em sala operatória e unidade de terapia intensiva coronariana após cirurgia cardíaca eletiva

Vinícius Henrique Ferreira Monteiro

Matheus Alexandre Gomes Brito dos Anjos

Ana Luiza Vacari

Ana Maria de Azevedo Vidal,

Maurício de Nassau Machado

Thiago Prado Perez da Silva

 

Introdução: A extubação precoce após cirurgia cardíaca melhora a qualidade da recuperação do paciente e diminui o uso de recursos e custos relacionados à internação. Porém a extubação imediata na sala de operação após a cirurgia cardíaca continua a ser uma prática controversa e pouco frequente, muitas vezes reservada para populações de pacientes altamente limitados. Objetivo(s): O objetivo deste trabalho é avaliar a taxa de extubação na sala operatória e na UTI cardiológica e correlacionar com o desfecho clínico. Casuística/Material e Métodos: Estudo retrospectivo, consecutivo e observacional realizado na Unidade Coronária de um Hospital Universitário do interior de São Paulo. Foram avaliados 232 prontuários de pacientes acima de 18 anos, sem distinção de gênero, submetidos à cirurgia isolada de revascularização do miocárdio e cirurgia valvular no período de julho de 2016 a junho de 2017. Resultados: Dos pacientes, 179 preencheram os critérios de inclusão, destes 72,6% foram extubados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 27,4% na Sala Operatória (SO). Lesão Renal Aguda (LRA) até o 7º pós-operatório (PO) e infecção respiratória foram maiores nos pacientes extubados na UTI (48% vs 8% p<0,008 e 35% vs 5% p< 0,017 respectivamente). A mortalidade nos primeiros 30 dias foi de 3,9%, e a permanência na UTI acima de 14 dias teve média de 4,5%, não havendo diferença estatística entre os grupos. Conclusão: Os pacientes extubados na SO tiveram menor ricos de infecção respiratória e LRA, mostrando que a extubação imediata na sala operatória podem beneficiar pacientes selecionados após a cirurgia cardíaca.

Palavras-chave: Cirurgia Cardíaca; Extubação; Ventilação Mecânica; Complicações pós-operatórias.

Endereço de e-mail         henriquev_09_@hotmail.com

Classificação      Pós-graduação

Instituição          Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto – FAMERP

 

 

Caracterização do perfil de pacientes com câncer de cabeça e pescoço reinternados em setor de oncologia clínica

Vinícius Henrique Ferreira Monteiro

Ana Luiza Vacari

Maria Paula Martins Gomes

Egon Henrique Kataoka da Silva

Ana Laura Berigo Marques

Paulo Rogério Corrêa

Neuseli Marino Lamari

 

Introdução: O câncer de cabeça e pescoço está entre os tumores malignos primários mais frequentes no Brasil, este, acomete vias aéreas superiores, que incluem sítios como cavidade oral, hipofaringe, orofaringe e laringe. A readmissão hospitalar é considerada um indicador de qualidade assistencial, já que os cuidados hospitalares interferem na condição do paciente após a alta. Objetivo: Caracterizar os fatores socioeconômicos e de risco relacionados à reinternação dos pacientes portadores de câncer de cabeça e pescoço (CCP) no Setor de Oncologia Clínica do Hospital de Base de São José do Rio Preto-SP. Métodos: Trata-se de um estudo clínico do tipo descritivo, transversal e retrospectivo. Os critérios de inclusão foram pacientes internados ou reinternados no Setor de Oncologia Clínica no período de 01 março de 2016 a 31 de março de 2017, com prazo de reinternação menor ou igual a 30 dias, a contar da alta hospitalar da primeira internação e com CID-10 referentes a CCP. Resultados: A amostra foi composta por 11 pacientes.Os principais motivos de internação e reinternação observados foram dor tumoral (27% e 9% respectivamente) e pneumonia (18% em ambos), o tempo de permanência hospitalar foi, em sua maioria, menor que 7 dias (91% nas internações e 63% nas reinternações). Conclusão: Visto que parte das reinternações hospitalares é secundária às causas potencialmente evitáveis, medidas para prevenir readmissões devem ser implementadas, como um melhor planejamento da alta e a realização de orientações claras e resolutivas por parte da equipe multiprofissional.

 

Palavras-chave: câncer de cabeça e pescoço, perfil socioeconômico, reinternações, fisioterapia

Endereço de e-mail         henriquev_09_@hotmail.com

Classificação      Pós-graduação

Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto – FAMERP

 

GRADUAÇÃO

Índice de incontinência urinária no período pré-natal apresentada por pacientes atendidas pelo setor de fisioterapia obstétrica do UniSalesiano de Araçatuba no ano de 2017

Bianca Guilherme Gomes

Pâmela Freitas do Nascimento Souza

Cíntia Sabino Lavorato Mendonça

 

Introdução: A extubação precoce após cirurgia cardíaca melhora a qualidade da recuperação do paciente e diminui o uso de recursos e custos relacionados à internação. Porém a extubação imediata na sala de operação após a cirurgia cardíaca continua a ser uma prática controversa e pouco frequente, muitas vezes reservada para populações de pacientes altamente limitados. Objetivo(s): O objetivo deste trabalho é avaliar a taxa de extubação na sala operatória e na UTI cardiológica e correlacionar com o desfecho clínico. Casuística/Material e Métodos: Estudo retrospectivo, consecutivo e observacional realizado na Unidade Coronária de um Hospital Universitário do interior de São Paulo. Foram avaliados 232 prontuários de pacientes acima de 18 anos, sem distinção de gênero, submetidos à cirurgia isolada de revascularização do miocárdio e cirurgia valvular no período de julho de 2016 a junho de 2017. Resultados: Dos pacientes, 179 preencheram os critérios de inclusão, destes 72,6% foram extubados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 27,4% na Sala Operatória (SO). Lesão Renal Aguda (LRA) até o 7º pós-operatório (PO) e infecção respiratória foram maiores nos pacientes extubados na UTI (48% vs 8% p<0,008 e 35% vs 5% p< 0,017 respectivamente). A mortalidade nos primeiros 30 dias foi de 3,9%, e a permanência na UTI acima de 14 dias teve média de 4,5%, não havendo diferença estatística entre os grupos. Conclusão: Os pacientes extubados na SO tiveram menor ricos de infecção respiratória e LRA, mostrando que a extubação imediata na sala operatória podem beneficiar pacientes selecionados após a cirurgia cardíaca.

Palavras-chave: Incontinência urinária, Gestante, Obstetrícia, Índice, Saúde da mulher.

Endereço de e-mail         biancaggomes@yahoo.com.br

Classificação      graduação

Instituição          UniSalesiano Araçatuba-SP

 

 

Algias em membros superiores, que acometem as mulheres no pós-parto como consequência das alterações posturais e sobrecarga

Laura Vasconcelos Jacovassi

Jéferson da silva machado

Carla Komatsu Machado

 

No período gestacional ocorrem diversas mudanças físicas e emocionais preparando o corpo da mulher para a condição de gestante, até o momento do parto e para um bom desenvolvimento do bebê. Conforme o corpo da gestante vai se modificando, ocorrem queixas por conta das alterações posturais que causam algias, e que podem se estender ou se agravar após o parto. Portanto o objetivo deste estudo foi o de verificar através do tratamento fisioterápico, como podemos prevenir dores e lesões em membros superiores que acometem a mulher no pós-parto, ocasionados pela má postura e sobrecarga, que acabam gerando síndromes como a do túnel do carpo e a de quervain. Sendo que o presente trabalho foi realizado através de uma revisão de literatura, utilizando artigos científicos indexados de bancos de dados eletrônicos e livros didáticos. De acordo com as pesquisas realizadas neste trabalho podemos concluir que a atuação da fisioterapia no puerpério oferece orientações sobre posturas corretas ao amamentar e nos cuidados com o bebê, bem como prevenção e tratamento em patologias como: tenossinovite de quervain, lombalgia e a síndrome do túnel do carpo, além de porprocionar uma diminuição do quadro álgico e edemas. Para essa melhora verificamos que a Fisioterapia utiliza diversos recursos, como:  técnicas de eletroestimulação nervosa transcutânea (TENS), a hidroterapia, a cinesioterapia, a crioterapia, a massoterapia, pilates, reeducação postural global (RPG) e drenagem linfática.

 

Palavras-chave: Adaptação fisiológicas, membros superiores, período pós-parto, fisioterapia

Endereço de e-mail         laura.tba@hotmail.com

Classificação      graduação

Instituição          UniSalesiano Araçatuba-SP

 

 

Os efeitos da reabilitação cardíaca em pacientes cardiopatas- uma revisão de literatura

 

Bruna Petean Rampim

Thaís de Oliveira Lima

Graziele Cristina Gelmi Simões

 

Estudos evidenciam a predominância da reabilitação cardíaca utilizada como abordagem terapêutica em indivíduos portadores de cardiopatias principalmente no controle de sua sintomatologia característica e das alterações funcionais decorrentes a esta. O presente estudo tem como objetivo verificar os efeitos da Reabilitação Cardíaca em pacientes portadores de cardiopatia, analisando seus benefícios. Foi realizada uma revisão de literatura, ao qual foram incluídos artigos científicos publicados no período de 2006 a 2018, utilizando as bases de dados Google Acadêmico, Scielo, Lilacs e Bireme. As análises dos estudos levantados demonstram a eficácia da reabilitação cardíaca em pacientes cardiopatas proporcionando melhora da capacidade funcional evidenciada pela melhora da função cardíaca, sintomatologia, tolerância ao exercício e sinais vitais. Concluindo assim que a reabilitação cardíaca é um recurso fisioterapêutico benéfico e realmente eficaz no tratamento de pacientes portadores de cardiopatias.

Palavras-chave: Cardiopatias, reabilitação cardíaca, terapia por exercício

Endereço de e-mail: thatioliveira_lima@hotmail.com

Classificação      graduação

Instituição          UniSalesiano Araçatuba-SP

 

 

Cuidados preventivos em saúde da mulher praticados por idosas frequentadoras da Universidade Aberta da Melhor Idade (UNA) de Araçatuba – SP

Gabriela Pavan Cunha Mattos Dornellas

Karine Pontin Gastaldi

Cintia Sabino Lavorato Mendonça

 

Atualmente a saúde da mulher continua como um tema importante, envolvendo aspectos biológicos, epidemiológicos, sociais, econômicos, culturais, éticos, humanísticos e até mesmo antropológicos, se tornando um objeto constante de estudos. O presente trabalho teve por objetivo avaliar os cuidados preventivos praticados por idosas a partir dos 50 anos relacionados ao exame Papanicolau, mamografia, autoexame das mamas, densitometria óssea e a incidência de incontinência urinária por meio da aplicação de um questionário. Os dados obtidos foram comparados com a classificação social das participantes, por meio de informações colidas conforme o Critério de Classificação Econômica do Brasil, sendo analisados e computados em tabelas e gráficos. Constatou-se que grande parte das entrevistadas não realizam a prevenção adequada e este fato está relacionado com a classificação social que as mesmas apresentam.

 

Palavras-chaave: Educação em saúde, Fisioterapia, Idosas, Prevenção, Saúde da mulher.

E-mail: karinepontin@hotmail.com

Classificação: Graduação

Centro Universitário Católico Unisalesiano Araçatuba

 

 

Avaliação do risco de quedas no indivíduo idoso a partir dos testes de alcance funcional (TAF) e timed up and go (TUG) em uma Instituição de Longa Permanência para Idosos da cidade de Araçatuba – SP

Cleonice Quederoli Soares

Tatiana dos anjos santos

Cíntia Sabino Lavorato Mendonça

 

O principal fator de risco para as quedas dos idosos é o envelhecimento, é nessa fase que ocorre maior perda de massa muscular, alteração anatômica referente ao envelhecimento, alteração do sistema ósseo, articular e nervoso, entre outras alterações que ocorrem no corpo devido ao envelhecimento. A queda é considerada uma síndrome geriátrica por apresentar alta prevalência em idosos, promover alterações na sua funcionalidade global, altos índices de morbimortalidade e institucionalização. Foram selecionados para este estudo dois testes: Alcance Funcional Anterior (TAF) e Timed UP and Go (TUG). A média obtida para o TUG no estudo foi 10 segundos o que está dentro da normalidade para a população adulta e saudável não pode ser considerado como um valor preditor da ocorrência de quedas. E também não houve critérios para interrupção dos testes e nem eventos adversos na realização dos devidos testes. No presente estudo o TAF realizado apresentou valores médios que, de acordo com a literatura, não predispõem os indivíduos a quedas. Conclui-se, baseado nos resultados parciais, que apesar da população idosa ser classificada como frágil, o risco para quedas ainda é baixo em indivíduos considerados independentes, ou seja, aqueles que não necessitam de dispositivo auxiliar para a marcha. Porém não se deve excluir a fisioterapia preventiva com o intuito de impedir possíveis episódios de quedas e manter a independência dos indivíduos idosos.

 

Palavras chaves: Idoso, Acidentes por quedas, Fatores de risco, Fisioterapia.

cleonicequederoli@outlook.com

Classificação: Graduação

Centro Universitário Católico Unisalesiano Araçatuba

 

 

A atuação da Fisioterapia na melhora do equilíbrio em idosos institucionalizados

Débora Chiderol Hanna

Maiara Aparecida Madureira Vendrame

Selmo Mendes Elias

 

O envelhecimento populacional é uma realidade em todo o mundo. Com o aumento do número de idosos ocorre o aumento das doenças associadas a senilidade, como as crônico-degenerativas. A estabilização da imagem na retina, ajuste postural e orientação gravitacional são as funções do sistema vestibular responsáveis pela manutenção do equilíbrio que provê ao Sistema Nervoso Central (SNC) informações sobre a posição e os movimentos cefálicos em relação às forças da gravidade e da inércia por meio de medidas de velocidade angular e aceleração linear da cabeça em relação ao eixo gravitacional. O equilíbrio no idoso está relacionado por meio dos canais semicirculares e órgãos otolíticos que se detectam os movimentos rotacionais e a aceleração linear da cabeça, respectivamente. O estímulo vestibular é utilizado para produzir movimentos oculares compensatórios e respostas posturais aos movimentos cefálicos. Em idosos os sistemas sensoriais como visual, sensitivo e vestibular são responsáveis pelo início do processo de construção do equilibro corporal, no entanto esses sistemas sofrem alterações causadas pelo processo do envelhecimento, tendo mudanças de equilíbrio e postura de cada indivíduo. Por ser crônico-degenerativo alteram o controle do equilíbrio com a sua manutenção do centro de gravidade sobre as bases de sustentação durante as situações dinâmicas e estáticas tendo um aumento da instabilidade. Há também alteração da força, flexibilidade, agilidade e coordenação motora. O Sistema Nervoso Periférico desempenha uma importante função sensório-motora sobre o sistema mantenedor do equilíbrio. Sua ação se dá ao ato de interligar os comandos proprioceptivos periféricos conscientes e inconscientes. A motricidade humana como resposta dos distúrbios de equilíbrio no envelhecimento depende de três categorias básicas de movimentos como a ação de reflexos, os movimentos rítmicos automatizados e aos movimentos voluntários.

 

Palavras-chave: fisioterapia, fragilidade, idoso, reabilitação.

E-mail: debora_hchiderol@hotmail.com

Classificação: Graduação

Centro Universitário Católico Unisalesiano Araçatuba

 

 

Fisioterapia motora precoce nos pacientes internados em unidade de terapia intensiva

Maria Helena Flávio

Miriam Pollido de Araújo

Débora de Souza Scardovelli

 

A fisioterapia motora precoce em pacientes internados em unidade de terapia intensiva não era muito utilizada, porém, com os avanços na tecnologia observou-se que a imobilidade traz prejuízos pois, em sete dias reduz força em 30%, aumentando os ricos de infecções, fraqueza e morbimortalidade. O presente estudo teve por objetivo analisar e descrever a importância da fisioterapia motora precoce nesses pacientes. Foi realizada uma revisão bibliográfica com artigos publicados no período de 2009 a 2017. Os 38 materiais encontrados foram submetidos a leitura e avaliação em relação a concordância com o assunto abordado, destes apenas 21 correspondiam ao critério de inclusão. A fisioterapia motora precoce pode ser realizada de acordo com a gravidade e funcionalidade do paciente, com exercícios passivos, ativo-assistidos, resistidos até a deambulação, sempre levando em consideração a estabilidade hemodinâmica do mesmo. Conclui-se que a mesma melhora a funcionalidade do paciente, gerando benefícios em vários sistemas do organismo, promovendo melhor recuperação hospitalar e maior qualidade de vida pós-alta.

 

Palavras-chave: Fisioterapia, imobilização, mobilização precoce, unidade de terapia intensiva.

E-mail: mariahelenaflavio@hotmail.com

Classificação: Graduação

Centro Universitário Católico Unisalesiano Araçatuba

 

 

Prevalência de sintomas musculoesqueléticos de membros superiores em profissionais cabeleireiros

Nayara Macarini Lopes

Paloma Nogueira Moreira

Selmo Mendes Elias

Carla Komatsu Machado

Simone Galbiati Terçariol

Fernando Henrique Alves Benedito

 

As atividades desempenhadas pelos profissionais cabeleireiros exigem manutenção de determinadas posturas por longos períodos. O presente estudo teve como objetivo investigar os índices de sintomas relacionados a Ler/Dort em cabeleireiros do município de Birigui e Araçatuba, SP, visto a baixa investigação ergonômica relacionadas a esses profissionais. O estudo apresentou como método exploratório um estudo transversal, com abordagem quali-quantitativa. A amostra constou de 34 profissionais cabeleireiros que possuíam estabelecimento fixo para atendimento e 12 profissionais de atividades aleatórias, de ambos os sexos, e com experiência profissional superior ou igual a 05 anos. Para a coleta dos dados foram aplicados questionários denominados de DASH (Disabilities of the Shoulder Arms and Hand) e QuickDASH, com questões de múltipla escolha referente a atividades do dia-a-dia, desempenhadas utilizando os membros superiores. No levantamento do estudo foi feito uma comparação entre o DASH, o QuickDASH e o QuickDASH em pessoas que não trabalham como cabeleireiros, e nesses foram obtidos os seguintes scores: DASH uma média de 12,03 com desvio padrão de 8,21, QuickDASH uma média de 18,17 com desvio padrão de 12,37 e o QuickDASH em pessoas que não são cabeleireiras uma média de 11,94 com desvio padrão de 8,32. O estudo apresenta resultados parciais onde serão feitas analises estatísticas dos mesmos. Conclui-se por esse estudo que houve maior ocorrência de disfunção em membros superiores, pelo QuickDASH em profissionais cabeleireiros.

 

Palavras-chave: salões de Cabeleireiros, lesões de ombro, lesões de punho, LER/DORT

E-mail: nayaramacarinilopes@gmail.com

Classificação: Graduação

Centro Universitário Católico Unisalesiano Araçatuba

 

 

Comparação dos efeitos do FES e bandagem elástica funcional associadas a cinesioterapia na recuperação da marcha de pacientes hemiparéticos

Larissa dos Santos Silva

Monique de Brito Fidalgo

Gabriela Miguel de Moura Muniz

 

A pesquisa tem como objetivo comparar os resultados da bandagem elástica terapêutica e do FES como técnicas associadas a cinesioterapia, e demonstrar qual o método é mais eficaz na recuperação da marcha de pacientes hemiparéticos. Fizeram parte da pesquisa quatro (4) pacientes divididos em dois grupos (2) com idade entre 40 a 60 anos que apresentavam marcha hemiparética. Sendo o primeiro grupo submetido ao FES(Estimulação Elétrica Funcional) e o segundo aplicação de Bandagem Elástica Funcional ambos os grupos realizaram tratamento cinesioterapeutico, previamente avaliados por goniometria, grau de força muscular e de espasticidade, o teste de levantar e caminhar cronometrado (TLCC – TUGT, Timed up and go test).Foram submetidos a 12 sessões de tratamento e reavaliados.

 

Palavras-chave: Bandagem terapêutica elástica, hemiparesia, terapia por estimulação elétrica.

E-mail: britofidalgo@gmail.com

Classificação: Graduação

Centro Universitário Católico Unisalesiano Araçatuba

 

 

A influência da psicomotricidade no desenvolvimento motor em crianças autistas com hipersensibilidade plantar

Gustavo Henrique Guimarães Araujo

Bianca Cotrin

Selmo Mendes

 

O autismo é um transtorno do neurodesenvolvimento que se manifesta até os três anos de idade. Esses transtornos manifestam-se de maneira heterogênea, apresentando dificuldades no processamento sensorial, comunicação e interação social. O presente estudo tem como objetivo destacar a importância da utilização de objetos de diferentes texturas e a influência de técnicas psicomotoras em crianças autistas com aumento de sensibilidade. O trabalho se desenvolveu selecionando artigos que abordam tratamento de sensibilidade em crianças autistas, utilizando bases de dados como BIREME, SCIELO, MEDLINE, PUBMED e Google Acadêmico. De acordo com as pesquisas podemos concluir que a atividades sensoriais com diferentes texturas promovem a melhora da discriminação tátil e a influência de técnicas psicomotoras favorecem melhora da percepção do mundo, interação social e mecanismos de aprendizagem. Pois favorece uma organização do processo neurológico, favorecendo o aprimoramento de respostas motoras, sensoriais e intelectuais.

 

Palavras-chave: Autismo infantil, Atividades Psicomotoras, Sensibilidade

E-mail: gustavohenrique15@live.com

Classificação: Iniciação científica

Unisalesiano – Araçatuba

 

 

A estimulação precoce na paralisia cerebral: um olhar na abordagem do fisioterapeuta.

 

Leonardo Lorenzetti Amantea Fretola

Selmo Mendes Elias

 

A paralisia cerebral (PC) é definida por uma alteração dos movimentos controlados ou posturais dos pacientes, aparecendo precocemente, sendo secundária a uma lesão ou disfunção do sistema nervoso central (SNC). O desenvolvimento envolve modificações contínuas no indivíduo por meio da melhora do desempenho funcional e diversos indicadores de desenvolvimento. Essa melhora inclui a aquisição e a evolução em diferentes áreas do desenvolvimento (cognição, linguagem, motora, comportamento, entre outras). O objetivo deste estudo é identificar a importância da neurociência e a estimulação precoce na paralisia cerebral, melhorando o desenvolvimento e habilidades motoras nessa criança. O trabalho se desenvolveu selecionando artigos que abordam a PC e a estimulação precoce nessas crianças. De acordo com as pesquisas podemos concluir que as técnicas de desenvolvimento sensorial e a neurociência favorecem o desenvolvimento e as relações motoras e aquisição de novas habilidades nesta criança, melhorando sua relação com o meio e sua qualidade de vida.

 

Palavras-chave: fisioterapia motora, estimulação precoce, desenvolvimento motor.

E-mail: leo.lorenzetti@hotmail.com

Classificação: Iniciação científica

Unisalesiano – Araçatuba

 

 

A sistemática da humanização no atendimento integral no contexto da prática do profissional fisioterapeuta.

 

Leonardo Lorenzetti Amantea Fretola

Selmo Mendes Elias

 

Humanização é um termo muito utilizado na atualidade que foi fruto de lutas que exigiam não só funções e deveres do Estado, mas também a busca dos direitos aos cidadãos, decorrentes da Reforma Sanitária, Constituição Federal de 1988 e a lei n.º 8080/90 que cria o Sistema único de Saúde. A palavra humanização é uma expressão de difícil interpretação pelo seu vasto caráter subjetivo, complexo e multidimensional, mas inserida no contexto da saúde, envolve tanto a qualidade do atendimento clínico como também o comportamento do profissional. A metodologia utilizada na elaboração desse trabalho foi uma revisão de literatura utilizando artigos científicos e referências bibliográficas sobre a importância da humanização na prática profissional do fisioterapeuta, na qual utilizou-se bases de dados como BIREME, SCIELO, MEDLINE e PUBMED e Google Acadêmico. O objetivo do presente trabalho é elucidar, caracterizar e sistematizar a humanização no contexto do atendimento integral na atuação prática do profissional fisioterapeuta. Através do presente estudo pode-se concluir que a humanização envolve questões amplas e sistemáticas que devem ser direcionadas ao respeito às individualidades de cada paciente, dispondo de meios que garantam a segurança do paciente, da sua família, sucesso terapêutico e comprometimento de toda a equipe multidisciplinar.

 

Palavras-chave: Humanização, fisioterapia, saúde pública.

E-mail: leo.lorenzetti@hotmail.com

Classificação: Iniciação científica

Unisalesiano – Araçatuba

 

 

Análise e registro de movimentos de sentar, levantar e marcha humana para automação de Exoesqueleto de MMII

Gabriel Vinícius Neves de Carvalho

Edval Rodrigues de Viveiros

Fernando Henrique Alves Benedito

 

Introdução: O uso do computador como ferramenta para análises biomecânicas e cinesiológicas não são tão atuais, existem estudos desde a década 60 que ressaltam importância do uso da tecnologia para a análise de dados dentro de diversas áreas que remetem ao movimento humano. Com os avanços provenientes da evolução tecnológica a utilização de tais dados cada vez mais vem sendo incorporadas para diversos usos, como no desenvolvimento de projetos dentro da área da robótica assistiva. Nesse contexto existe o avanço das órteses automatizadas que compreendem o movimento humano e o recriam a partir de algoritmos computacionais. Proposição: Gerar algoritmo computacional por análise do movimento angular de MMII e tronco nos movimentos de sentar, levantar e da marcha humana. Materiais: Para a realização do presente estudo foi utilizada uma câmera, um suporte tripé para a câmera; para análise das imagens foram utilizados os softwares Vegas Pro 12.0 da Sony Creative Software Inc., e o ImageJ 1.50i do National Institute of Health – NIH. Método: Este trabalho se desenvolve com a análise dos frames da movimentação humana em relação à marcha e o ato de sentar e levantar. Resultados e Discussão: De forma parcial, os dados encontrados referentes aos ângulos em cada momento do levantar, caminhar e sentar, foram tabelados e construídas tabelas de angulações para cada articulação (tornozelo, joelho, quadril e inclinação de tronco) colaboram na formulação de algoritmos onde podem ser implantados na automação de motores com mais segurança aos pacientes que utilizaram tais órteses assistivas. Conclusão parcial: Pode se concluir por hora que a fragmentação dos ângulos dos movimentos propostos colabora no desenvolvimento da automação de órteses mecânicas, onde o algoritmo gerado pode ser decomposto de forma minuciosa, garantindo maior segurança ao usuário.

 

Palavras-chave: Cinesiologia Aplicada, Exoesqueleto, Marcha.

E-mail: gabriel_neves_carvalho@hotmail.com

Classificação: Iniciação científica

Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium

 

 

Benefícios da fisioterapia segundo relatos de pacientes mastectomizadas em um centro de saúde da cidade de Birigui-SP

Joyce Caroline Esperança

Nayara Patrícia Café Rodrigues de Pina

Cintia Sabino Lavorato Mendonça

 

Introdução: Considerando os dados referentes às estatísticas de mortalidade no Brasil, as neoplasias são responsáveis por 15,1% de mortes em mulheres, sendo que 14,2% daquelas correm de câncer de mama. O câncer de mama é um crescimento anormal, acelerado e descontrolado de um tecido ou uma célula, gerando um tumor. Objetivo: O presente estudo teve como objetivo analisar os benefícios que o tratamento fisioterapêutico traz para a saúde das mulheres no pós-operatório da mastectomia. Material e método: Foram definidos como critérios de inclusão, mulheres acima de 18 anos e que foram submetidas à mastectomia. A população de estudo, envolveu 12 mulheres do Centro Médico, situado na cidade de Birigui, para tratamento fisioterapêutico pós-cirúrgico. O instrumento de coleta de dados foi um questionário estruturado contendo: identificação (nome, data de nascimento, data do diagnóstico e da cirurgia) e questionário composto por três perguntas (há quanto tempo realiza fisioterapia; se sentiu melhora com a fisioterapia e como classificaria sua saúde após a fisioterapia: ótima, boa, regular ou ruim). Resultados: De acordo com os dados coletados, todas as mulheres relataram melhora em seu quadro após 1 anos de tratamento, sendo que 50% classificou a saúde após a fisioterapia como boa, e as outras 50% como ótima. Discussão: Uma das complicações apresentadas é a perda da amplitude de movimento do ombro e linfedema. A cinesioterapia é um dos recursos mais utilizados, e uma grande aliada no tratamento pós mastectomia.  Conclusão: Concluiu-se que a fisioterapia traz benefícios para a saúde da mulher, melhorando sua qualidade de vida e prevenindo complicações pós-cirúrgicas.

 

Palavras chaves: Câncer de mama, Fisioterapia, Mastectomia, Qualidade de vida.

joycecaroline-esperanca@hotmail.com

Classificação: Graduação

Unisalesiano Araçatuba

 

 

Contextualização política da atenção ao câncer no Brasil após a criação do sistema único de saúde

Larissa dos Santos Silva

Monique de Brito Fidalgo

Selmo Mendes Elias

 

O câncer é considerado um problema de saúde público o qual vem sendo responsável por mais de seis milhões de óbitos a cada ano. A pesquisa foi realizada com base de dados já existentes de artigos científicos e referências bibliográficas sobre a Contextualização política da atenção ao câncer no Brasil através de uma revisão de literatura. O objetivo do trabalho foi contextualizar as políticas de atenção oferecidas pelo Sistema Único de Saúde ao câncer. Conclui-se que apesar do reconhecimento da complexidade e a sua magnitude epidemiológica como problema de saúde pública, tendo como diretrizes organizacionais e normativas planos de ação em conjunto com outros núcleos de apoio para a prevenção, promoção e controle do câncer ainda é necessário mais investimentos financeiros e em gestão, fiscalizações e manutenção das assistências existentes e criação de mais planos  de apoio para suprir a demanda populacional.

 

Fisioterapia, Sistema Único de Saúde, Saúde Pública

E-mail: britofidalgo@gmail.com

Classificação: Graduação

Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium – Araçatuba

 

 

Comparação do nível de estresse entre acadêmicos do primeiro ao último ano do curso de Fisioterapia

Larissa Bértoli Rodrigues

Raquel do Amaral Camargo

Joicemar Cozza

Fernando Henrique Alves Benedito

 

O estresse é apontado como a maior doença vivida mundialmente no século atual. O estresse acadêmico surge quando o aluno classifica as demandas como excessivas para os recursos de enfrentamento que possui. Enfatiza-se que o estresse nos alunos pode reproduzir no seu bem-estar, na competência de concentração e memorização, no desempenho acadêmico e intervir nas relações interpessoais. O propósito deste estudo foi analisar a qualidade de vida, percepção do estresse e auto percepção dos estudantes do curso de Fisioterapia utilizando a PSS-14. A população alvo deste estudo foi de acadêmicos do curso de fisioterapia do Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium – Unisalesiano, Araçatuba/SP, do primeiro ao último ano. Foi realizada a aplicação do questionário PSS-14. Participaram do estudo 88 alunos do curso de Fisioterapia. Todos os integrantes envolvidos no estudo preencheram os critérios de inclusão com as seguintes informações: idade, gênero, período em que estuda. Além disso, responderam o questionário (PSS-14). Estes itens foram respondidos pelos alunos, 75 por formulário online e 14 impressos. Com base nos resultados a média dos scores dos alunos do 1º ano foi 32,2; 2º ano 32,9; 3ª 31,2; 4º ano 33,6 e 5º ano 36,3. Conclui-se, portanto, através do questionário PSS-14, que o maior índice de estresse se encontra entre os alunos do último ano do curso de fisioterapia.

 

Palavras-chave: curso de fisioterapia, estudantes, estresse.

E-mail.com: raquelcamargo0812@gmail.com

Classificação: Graduação

UniSALESIANO

Facebook
Facebook
YOUTUBE
YOUTUBE
INSTAGRAM